Laboratório de Melhoramento e Biotecnologia Vegetal

O laboratório desenvolve desde 1992 a sua actividade na área da Biotecnologia Vegetal e Melhoramento de Plantas, tendo-se dedicado especialmente ao estudo de aspectos relacionados com a cultura in vitro  e melhoramento de espécies lenhosas e arbustivas de zona temperada.

camara

Responsável: Augusto Peixe [apeixe@uevora.pt]

Equipa

Efetivos:

  • Augusto Peixe (Responsável)
  • Virgínia Sobral (Aux. Tec. Lab.)

Eventuais:

  • Rita Pires (aluna doutoramento);
  • Augusto Ribeiro (técnico DespertaFolia Lda.);
  • Hugo Ribeiro (técnico DespertaFolia Lda. e aluno mestrado Engª Agronómica);
  • João Cruz (aluno mestrado Engª Agronómica);
  • Marcos Dias (aluno mestrado Engª Agronómica);
  • Tomas Ribeiro (aluno mestrado Engª Agronómica);
  • David Tavares (aluno mestrado Vitic. e Enologia).

Contactos e Horário

Universidade de Évora – Pólo da Mitra

Apartado 94 | 7006-554 Évora

Email: apeixe@uevora.pt

Telefone: 266 760 800

O Laboratório presta serviços de limpeza sanitária de plantas contaminadas por vírus, por cultura de meristemas, microenxertia e termoterapia e desenvolve protocolos para micropropagação;

Ao nível da Transferência de Conhecimento, o Laboratório partilha os equipamentos e as instalações com a empresa DespertaFolia Lda., uma spin-off da Universidade de Évora (https://www.facebook.com/pages/category/Local-Service/Despertafolia-Lda-100
375081391677/ ), que utiliza nos seus processos produtivos o know-how adquirido em contexto de I&D.

  • Produção de plantas em ambiente controlado;
  • LEDs e crescimento vegetal;
  • Cultura in vitro de plantas (micropropagação e embriogénese somática) desenvolvimento de protocolos;
  • Formação de raízes adventícias, controlo bioquímico e genético do processo;
  • Limpeza sanitária de vírus por cultura de meristemas/termoterapia.

De entre os trabalhos realizados de investigação, destacam-se os estudos sobre a multiplicação in vitro  da oliveira  e do pinheiro manso  e, ainda, actividade relacionada com melhoramento da ameixeira europeia, damasqueiro e videira, onde o aumento da diversidade genética e da resistência a stress biótico, são os principais objectivos.

Equipamento existentes de apoio à investigação.

  • Câmaras de fluxo laminar horizontal e outros equipamentos para cultura in vitro  de tecidos vegetais;
  • Centrifuga refrigerada;
  • Criomicrótomo e micrótomo rotativo e outro equipamento para histologia;
  • Microscópio invertido com fluorescência e contraste de fase.

Imagem4

Ao nível do ensino, o Laboratório dá apoio às disciplinas de Genética e Melhoramento de Plantas (1.º ciclo - Licenciatura em Agronomia); à disciplina de Biotecnologia das Plantas (1.º ciclo - Licenciatura em Biotecnologia); e à disciplina de Melhoramento e Biotecnologia Vegetal (2.º ciclo - Mestrado em Eng.ª Agronómica).

BeFunky-collage (1)